Linguagem do amor. Qual a sua?


Você já sabe qual é a sua linguagem do amor? E a da pessoa que você ama?

Segundo Gary Chapman, o autor do livro “As cinco linguagens do amor”, as pessoas falam diferentes linguagens com vários dialetos, como nos idiomas.
O primeiro passo é identificar qual a sua linguagem, e em seguida qual a do amor. Assim, será possível, tanto expressar amor de forma que a pessoa se sinta amada e qual a linguagem que faz com que você receba amor.
As pessoas são muito diferentes na maneira em que mostram amor e na maneira em que querem ser amados. Talvez você seja uma pessoa que se sente amada quando o seu cônjuge comunica amor por meio de palavras, mas talvez o seu companheiro não perceba isto e a maneira que ele demonstra amor é ajudando você a fazer alguma coisa.
Se os dois perceberem o que é importante para o outro, isso vai ajudar no relacionamento.

As cinco linguagens do amor são: 
Palavras de afirmação:  elogios como, “a janta estava ótima”.
Afirmações: “você faz isso muito bem”!
E incentivos como: “Vai dar tudo certo”. Palavras bondosas, humildes, atenção e consideração à pessoa amada.
Qualidade de tempo:  dedicação de um tempo exclusivo, ainda que pequeno. Conversas de qualidade, passeios. Olhar nos olhos, não fazer outra coisa, escutar o sentimento.
Presentes:  o que menos importa é o valor financeiro. Pode ser: colher uma flor, comprar uma pizza, dar uma joia, escrever um poema. O presente para essa pessoa significa: “Lembrou de mim – pensou em mim! Teve saudades de mim e quis marcar aquele momento com um presente.” São presentes em datas não previsíveis.
Formas de servir: o que você faz fala mais alto do que qualquer palavra. Ajudar em alguma tarefa, lavar a louça, consertar a fechadura. Pedidos direcionam o amor, cobranças o impedem.
• Toque físico: beijos, abraços, tocar nas mãos em momentos difíceis, abraços e aconchego em momentos especiais.  Não é nada sexual, mas algo que representa: “estou aqui, pode contar comigo, estarei perto de você”.


É bom demais dar e receber um pouco das cinco linguagens não é mesmo? Mas identificando qual você mais gosta e qual ele ou ela gostam, é aperfeiçoar o relacionamento e fazer quem você ama mais feliz!
A minha linguagem é toque físico, misturada com um pouco de afirmação. E a sua (ou suas), quais são? Conta aqui para mim!

(Pr. Richarde Guera  – Inspirado no livro “As cinco linguagens do amor” de Gary Champman. Ed. Vida.)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *